Terminal de Madre de Deus

A BR no Terminal de Madre de Deus tinha os seguintes itens já instalados:


- Presets DANLOADS em todas as ilhas de carregamento;
- Sistema de Medição de Nível tipo Radar (SAAB) em todo parque de tancagem;
- Sistema de Telemetria de Válvulas Motorizadas (ROTORK);
- Sistema de Medidores de Densidade (MICROMOTION).


Era necessidade da BR que todos os itens acima fossem integrados num único sistema contemplando um sistema de controle de acesso e integração das balanças existentes, formando assim o Sistema de Aquisição, Supervisão e Controle (SASC) do TEMAT.

O SASC é dividido em dois subsistemas, Sistema de Acesso e Carregamento (SAC) e Sistema de Intertravamento e Controle (SIC).

O SAC é composto por dois servidores de dados redundantes denominados de Servidor Primário e Servidor Secundário, onde apenas um permanece ativo. No servidor ativo são executados o SQL Server, os módulos do Autoload; e o iFix Server. O Autoload; é o sistema de carregamento desenvolvido pela AUTOMIND que tem o objetivo de controlar as operações de um terminal de carregamento de combustíveis, desde o acesso ao terminal até o carregamento de caminhões tanque. Os módulos do Autoload; e o SQL Server são iniciados em modo de serviço do Microsoft Windows. O iFix é iniciado como um arquivo executável.

O SIC é composto por um PLC redundante, que faz a interface com os equipamentos de campo com o objetivo básico de monitorar os níveis e realizar o intertravamento das válvulas de entrada e saída dos tanques. Além desta funcionalidade estão conectados ainda ao CLP, para monitoração, os densímetros de linha e o Sistema Ininterrupto de Energia. A comunicação entre o iFix e o CLP é realizada através de um driver OPC.